domingo, 29 de agosto de 2010

Amar, Verbo Intransitivo

Mário de Andrade
Em Amar, Verbo Intransitivo o autor mostra a iniciação sexual e amorosa do jovem Carlos.
Seu pai contrata Elza chamada de "Fräulein" para fazer essa iniciação dizendo que é professora de alemã. Ela ensina alemão a Carlos e suas três irmãs menores enquanto vai o seduzindo.
Os dois começam um caso. Laura, a mãe de Carlos, fica chocada quando descobre e pede para Elza ir, mas o pai explica a situação mas tem um tom de quase incesto. Fräulein é como uma mãe com Carlos.
O pai prepara-se para separar-los como inicialmente planejado quando ela engravida e acaba saindo, após paga o combinados. Na segunda parte, mostra Carlos mais amadurecido, enquanto Fräulein já tem um novo menino sob instrução.
Ela está para ensinar Carlos a amar, nenhum dos dois realmente se apaixona um pelo outro. Ela repudia o sentimento quanto pode, e no final o que fica é apenas uma vaga melancolia, enquanto o que ele achava ser amor é extremamente passageiro.