sábado, 30 de julio de 2011

Simone de Beauvoir. A mulher que marcou uma geração


Simone Lucie-Ernestine-Marie Bertrand de Beauvoir, mais conhecida como Simone de Beauvoir (seu apelido foi “Castor”) nasceu em Paris o 9 de janeiro de 1908, morreu em Paris o 14 de abril de 1986. Foi uma escritora, filósofa existencialista e feminista francesa.  Escreveu romances, monografias sobre filosofia, política, sociedade, ensaios, biografias e uma autobiografia. .
Foi uma criança atraente, mimada, tendo sido o centro das atenções em sua família e se tornou uma adolescente desajeitada, dedicada completamente aos livros e à aprendizagem, e preferiu ignorar os esportes porque ela não era nada atlética.
Ela e sua irmã foram educadas no Institut Adeline Désir, ou Cour Désir, uma escola católica para meninas, algo que era desprezado pelos intelectuais da época. As escolas católicas para meninas eram vistas como lugares onde as jovens aprendiam uma das duas alternativas abertas às mulheres: casamento ou um convento.
Depois de passar nos exames de bacharelado em matemática e filosofia, estudou matemática no Instituto Católico e literatura e línguas no Instituto Sainte-Marie, e em seguida, filosofia na Universidade da Sorbonne.
Se tornou a pessoa mais jovem a obter o “Agrégation” na filosofia, e a nona mulher a obter este grau. No exame final, ficou em segundo lugar. Logo uniu-se estreitamente ao filósofo Sartre e a seu círculo, criando entre eles uma relação polêmica e fecunda, que lhes permitiu compatibilizar suas liberdades individuais com sua vida em conjunto. Morreu de pneumonia em Paris, aos 78 anos. Encontra-se sepultada no mesmo túmulo de Sartre.
Obras:
As suas obras oferecem uma visão sumamente reveladora de sua vida e de seu tempo, explorou os dilemas existencialistas da liberdade, da ação e da responsabilidade individual, temas que abordou em os romances todos. Entre sua vasta obra cabe destaque:
O sangue dos outros, Os mandarins, Por uma moral da ambiguedade, O Segundo sexo, A força das coisas, Uma morte muito doce, A cerimônia do adeus...