miércoles, 29 de diciembre de 2010

Le Parc, Julio (Argentina, 1928)

Julio Le Parc nasceu na Ciudade de Mendoza na Argentina atualmente mora em Paris
Em Buenos Aires, estuda na Escola de Belas Artes que abandona aos poucos. Em 1954 ingressou na Escola Superior de Belas Artes em 1958 viaja a Paris com um bolso de estudo do Serviço Cultural Francês.
Começou suas experiências ópticas em pinturas que apresentam sequências progressivas de formas, de posições e cores. Integra-se aos grandes da época. Em 1966 ganhou o Grande Prêmio Internacional de Pintura na Bienal de Venecia e apresenta sua primeira retrospectiva no Instituto Torcuato Di Tella de Artes Visuais em Buenos Aires. Desmistificou a arte participando em muitas exposições e mostras na América, na Europa
Ante algumas obras de Julio Le Parc nos perguntamos: o que é? Pintura? Escultura? Objetos?
Temos ter em conta que é arte cinética, as peças são feitas de materiais industriais e tem o fator surpresa e crítica à concepção da arte estável. Os movimentos às vezes são sugeridos, outras ilusórios. Motiva a participação do público na obra da arte.

Seis círculos em contorção, 1967 (de uma série)
Cintas de aço inoxidável, braços mecânicos de alumínio y motores em caixa de madeira. Ao ativar um interruptor na parede começa o movimento. Cada movimento modifica a forma do círculo que está perto., também se modifica a luz pelos reflexos e tem o som dos motores.